segunda-feira, 4 de abril de 2011

Crítica de horror - VOO NOTURNO (1997)




"Voo Noturno" é mais um filme de horror baseado em contos de Stephen King. Publicado originalmente em 1988, "The Night Flier foi uma dentre as histórias de terror do livro chamado "Prime Evil". Além de King, a coletânea reunia histórias criadas por outros icônes do gênero, como por exemplo Clive Barker.

A história escrita pelo famoso autor tinha sido esquecida por nove anos, quando o desconehcido cineasta Mark Pavia resolveu adapta-la para o cinema. "Voo Noturno" foi seu único longa metragem. E pode-se dizer que foi filmado com muita paixão pelo desconhecido diretor.

O filme só não teve o reconhecimento que mereceu, pois o orçamento de apenas U$ 1 milhão só arrecadou U$100 milhões nos EUA, quando estreou em cerca de 95 salas. Apesar de paupérrimo, o investimento do filme foi bem empregado nos efeitos especiais do "chupa sangue" do filme; Dwight Renfield.

"Voo Noturno" conta a série de um assassino que ataca pequenos aeroportos no interior dos EUA. A única pista sobre o homicida é que ele tem uma aeronave preta de pequeno porte, que só pousa em pequenos aeroportos durante a noite. Cabe a um frio e anti-social repórter de um tablóide de noticias sensacionalistas, cobrir a misteriosa onda de mortes brutais. Seus métodos de colher informações são pouco ortodoxos, levando-o a cometer injúrias contra seus colegas de profissão e contra as vítimas do assassino.



A atmosfera do filme é bem densa, e Mark Pavia soube levar ao espectador a intensidade emocional do protagonista retratada originalmente no conto de Stephen King.  A cena final no saguão do aeroporto é assustadora, e merece ser destaca pelo timing do cineasta para o horror psicológico. O misterioso assassino chega a urinar sangue no mictório, não tendo sua imagem refletida no espelho devido seu gênero vampiresco. Além da direção firme e apaixonante de Pavia, o filme merece destaque para seus efeitos especiais. Quando o vampiro Dwight se apresenta à Richard, sua assustadora imagem demoníaca é apresentada aos curiosos espectadores. Méritos da equipe de maquiadores e de efeitos especiais, que souberam trabalhar com o baixo orçamento da película.



Apesar da excelente maquiagem, o filme peca por algumas "tosqueiras" que foram levadas graças ao baixo orçamento. A redação do jornal no qual o protagonista trabalha é de uma pobreza só. Os cenários do local são visivelmente mal planejados pela direção de arte, que limita o ambiente com algumas mesas e cadeiras, para ilustrar a redação. A atuação caricata do ambicioso redator-chefe do jornal também deixa a desejar, quebrando totalmente a ríspida personalidade de Richard Dees (Miguel Ferrer) quando os dois se encontram. São pequenos as falhas dessa pequena pérola do gênero de terror, ocasionadas em sua maioria pelo paupérrimo investimento de seus produtores.


  "Voo Noturno"  também tem sua moral "stephenkinguiana" no término da película. Afinal a ganância e frieza do intrépido repórter leva-o a cometer o maior erro que poderia ter lhe acontecido; acreditar em sua matéria e se conscientizar do mal que fez à outras pessoas, só para ter sua matéria estampada na capa de um jornal infame e de pouca credibilidade.

5 comentários:

Murilo disse...

Esse filme é demais, assisti há muitos anos atrás e lembro que me surpreendi com ele. Sou fã desse gênero de filmes. Estava querendo "reassistí-lo" quando me deparei com a sua crítica excelente, parabéns.

Maxi Gutho disse...

Espetacular.. poucos filmes são levados a sério deste genero.. e tambem de LOBISOMENS como foi o espetacular caso de GRITO DE HORROR O MELHOR DE TODOS, TODOS MESMO.. PARABÉNS AO BLOG.

Tonino disse...

"O filme só não teve o reconhecimento que mereceu, pois o orçamento de apenas U$ 1 milhão só arrecadou U$100 milhões nos EUA", eu confesso que não entendi essa parte. O cara gastou 1 e ganhou 1 milhão: isso é pouco???

Anônimo disse...

Essa parte do 1 milhão e arrecadou 100 milhões esta mal explicada.

Fabio Polastri disse...

O filme faturou apenas 100 mil dólares e não 100 milhões...

 

Blogroll

free counters

Minha lista de blogs